Aprendizagem, Caminhos de sucesso, Educação, Motivação

Escola: os ingredientes para uma Motivação constante

Já estamos a meio do 1º período e as notas dos primeiros testes começam a ser divulgadas pelos professores, o que poderá levar a algum desânimo nos nossos filhos se as mesmas não forem o que estariam à espera. Às vezes, este desânimo acaba por contagiar o comportamento do nosso filho(a) para as outras disciplinas e o seu desempenho baixa. A pergunta que fica no ar é: como contribuir para uma motivação constante do meu filho(a) na escola?

Não sei se já aconteceu contigo ou talvez não mas, muitas vezes no meu trabalho com estudantes um dos obstáculos a uma motivação escolar constante são os primeiros resultados dos testes realizados. Quando uma das primeiras notas que recebe fica bastante abaixo das suas expectativas a tendência é achar que já não vai terminar com uma boa nota, ou que afinal não é bom aluno aquela disciplina, ou os testes correm-me sempre mal.

Para ajudares o teu filho(a) a superar estes primeiros percalços sugiro as seguintes estratégias:

  1. O foco deve estar no todo e não nas partes
    O foco do teu filho(a) deve estar no objetivo que ele definiu para o primeiro período, ou seja, a média das notas que definiu para cada disciplina. Independentemente de numa ou noutra baixar, poderá sempre subir noutras.
  2. Reenquadrar a situação
    Às vezes, o fracasso numa disciplina é visto pelo nosso filho(o) como ele(a) sendo um fracasso. Devemos ajudar a reenquadrar a situação perguntando se não é uma oportunidade para aprender mais. Se erraste é porque tens um espaço muito grande para aprender. Afinal de contas, como é que o nosso filho(a) aprendeu a andar? À primeira é que não foi, e nem por isso desistiu, pois não?
  3. Trabalhar no que depende apenas de ti
    Se há espaço para poder melhorar e aprender mais, a pergunta que podes fazer ao teu filho(a) é: reflete um pouco sobre o tempo e o trabalho que tens dedicado à disciplina xxx (que teve um mau resultado) e o que achas que poderias fazer de diferente e que te ajudasse a ter resultados muito melhores? Aguardas em silêncio as sugestões do teu filho(a), independentemente do que forem, ajuda-o(a) a clarificar cada uma delas numa tarefa e acredita que ele(a) vai conseguir aplicar essas mesmas tarefas ao longo deste período.

Eu costumo partilhar com os pais uma frase muito importante.
Mais importante que os objetivos do teu filho(a) para este ano letivo, é o processo.
Mais do que as notas que ele(a) vão conseguir, o mais importante é se aprenderam que, perante qualquer obstáculo, deve partir de mim (estudante) as soluções para alcançar os meus objetivos. Esperar que os Pais ou alguém tenha “pena de mim” e me ajude é uma má estratégia, uma vez que a vida não nos dá essas facilidades (na maioria das vezes)!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s