Aprendizagem, Educação, Emprego

O que decidir após o 12ºano?

Há uma pergunta que os pais costumam fazer-me frequentemente e à qual não resisto em partilhar convosco.

“Nelson o que posso fazer para ajudar o meu filho(a) a identificar o que pretende fazer profissionalmente no futuro?”

É uma pergunta com várias respostas, no entanto, se me perguntasses qual a estratégia mais valiosa que poderias utilizar, seria esta:

– Se o teu filho(a) ainda não chegou ao 9ºano, então tens uma oportunidade de ouro para lhe proporcionar experiências que o(a) vão ajudar a identificar o que pretende fazer no futuro e, facilitar, a tomada de decisão no 12ºano. Por experiências quero dizer:

1. Nas interrupções de aulas (Natal, Carnaval e Páscoa) e nas férias poder participar em projetos de voluntariado; “trabalhar” com os pais/avós/familiares amigos para saberem o que é trabalhar; incentivar a participação em concursos que envolvam a criação de algo, sozinho ou em grupo; estar envolvido em grupos de jovens que desenvolvem ações de apoio à comunidade; etc.

Tudo o que lhe puderes proporcionar de experiências, quer ele(a) lidere, quer trabalhe em equipa, ajudará a criar um contraste entre coisas que gosta e coisas de que não gosta; atividades que lhe fascina e outras nem tanto; experiência em trabalhar com outras pessoas ou a vontade de trabalhar mais sozinho.

A pior coisa que pode acontecer é estares perante um jovem que não te consegue dizer o que gosta, nem o que não gosta. É um sinal de alarme, uma vez que, provavelmente não teve experiências suficientes para mentalmente comparar. Consequência: vai adiar a tomada de decisão no 12ºano, ou vai seguir o “grupo”, ou vai sentir-se mais ansioso e deprimido porque não sabe o que decidir.

Ajuda o teu filho(a) a “crescer” com as experiências que o ensinarão a “crescer”.

Acompanha-me 👉👉👉 https://linklist.bio/sucesso