Caminhos de sucesso, Educação, Sonhos

Que tipo de filho deseja ter?

Imagine o seu futuro daqui a 5, 10, 15 ou 20 anos? Que tipo de filho deseja ter? Com que postura no trabalho deseja que ele venha a ter? Que opinião deverá ter sobre si mesmo? E como serão as relações com os seus amigos? E como será a relação com ele mesmo?

No nosso curso – Super Pais, há um módulo em que gosto de trabalhar com os Pais e que permite desenhar a sua Visão (casal, sempre que possível) a médio e longo prazo, descrevendo quais seriam os resultados de uma vida em família, passados todos esses anos.

Curioso ou não, é uma daquelas atividades em que os Pais, na sua esmagadora maioria, nunca refletiram sobre isso, muito menos conversar com a sua cara-metade para saber o que cada um pensa sobre o futuro em conjunto, e do que pretendem dos filhos que venham a ter.

Um autor de referência na área empresarial, de seu nome Stephen Covey, tem um excelente ponto de vista – se quiser algo, dê início ao processo sempre com a meta final em vista.

Numa vida em casal, programar a vinda de um filho é sempre um momento muito especial e único na vida de qualquer pessoa, por vezes, antes mesmo de ele nascer, já se compram as roupinhas, remodela-se o quarto e personaliza-se com as cores que vão dar cor à vida do nosso filho. Mas depois esquecemos de pensar no futuro dos nossos filhos e do que desejamos para eles, pelo menos, numa conversa aberta do casal, com ideias bem definidas do que cada um acha e do que pretendem que seja o guia do casal ao longo da vida.

Por outras palavras, dedique algum tempo com a sua cara-metade e pense no seguinte:

– Se quiser ter filhos meigos, ensine-os a ser assim desde pequenos;

– Se quiser ter filhos que venham a tornar-se adultos responsáveis, transmita essa responsabilidade desde pequenos;

– Se quiser ter filhos que gostem de passar tempo consigo, comece já a pôr umas horas de lado para passar tempo com eles, evitando perder-se na correria do seu dia a dia;

Enfim, eu poderia continuar com as sugestões, mas estou certo de que já compreendeu a importância do tema e como pode coloca-lo em prática. Mesmo que os seus filhos já estiverem mais crescidos, insista e dê o melhor de si para ter os filhos que tanto deseja na sua família.

Aprendizagem, Educação, Melhores pessoas

Dificuldades em adormecer o meu filho(a)

De um dos livros que estou a ler saltou-me à vista uma frase deliciosa:
“O bebé humano é uma força da natureza. A dormir uma média de 18 horas por dia, é capaz de conseguir que os seus pais durmam apenas três ou quatro.” Carles Capdevila

Para o leitor que está a ler este curto artigo e que é pai/mãe de um bebé sabe do quanto pode ser um desafio a hora de dormir. Cá em casa o desafio foi quase sempre o adormecer, apesar da Carolina estar com sono, a vontade de continuar perto dos pais era bem maior do que ir para a sua caminha (berço) e adormecer. Depois de estar a dormir, já conseguiríamos descansar tranquilamente porque dormia até ao dia seguinte. 🙂

Enquanto casal pesquisamos todas as estratégias possíveis e adaptávamos as mesmas à nossa realidade, tendo em conta as nossas aprendizagens e o próprio contexto para conseguir adormecer a Carolina. A questão que gostaria de fazer é:

» Que dificuldades sentiu? ou ainda sente, quando quer adormecer o seu filho(a)?
» O que já experimentou? O que resultou? O que não resultou?

Gostaria de poder aprender consigo e acrescentar mais algumas estratégias que possam servir de ajuda a outros pais que estejam na mesma situação.

Escreva nos comentário ou partilhe AQUI comigo.

Aprendizagem, Caminhos de sucesso, Comunicação, Educação, Empreendedorismo, Emprego, Imaginação, Líderes, Melhores pessoas, Motivação, Relacionamentos, Sonhos, Talento

O verdadeiro segredo para o seu filho(a) triunfar

Um dia, um jovem Thomas Edison regressou da escola com um envelope que continha uma carta escrita pelo seu professor para entregar à sua mãe. Assim que chegou a casa e encontrou a sua mãe, o jovem Thomas Edison disse:
– “O meu professor deu-me este envelope para entregar apenas a ti.”
A mãe pegou no envelope, retirou a carta e começou a ler o seu conteúdo. De repente os olhos da mãe começaram a encher-se de lágrimas enquanto lia a carta.
O jovem Edison ao ver a mãe naquele estado pergunta-lhe:
– “O que diz a carta mãe?”
A mãe limpou as lágrimas e olhou orgulhosamente para o seu filho e disse:
– “O seu filho é um génio e esta escola é demasiado pequena para ele, não tem professores suficientes para ensiná-lo adequadamente. Por favor, ensine-o você.”

Como sabe, Thomas Edison veio a tornar-se num dos maiores inventores e com o registo de mais de 2000 mil patentes.

Passados alguns anos, já após o falecimento da sua mãe, ele estava a arrumar um antigo armário de família, quando deu de caras com a carta que o seu antigo professor lhe tinha dado para entregar à sua mãe. Ele abriu o envelope e começou a ler a carta. Dizia:
– “O seu filho é mentalmente doente, nós não podemos permitir que ele participe nas nossas aulas, ele está expulso.”
Edison ficou um pouco emocionado ao ler a carta e, mais tarde nessa noite, escreveu no seu diário:
– Thomas Edison foi uma criança mentalmente doente cuja mãe o tornou um génio.”

Neste dia da família, é importante reforçar a importância que os pais têm na vida dos seus filhos, o poder que o amor destes tem sobre eles é inimaginável. Acreditar que o seu filho(a) pode e vai conseguir muito mais na vida, do que ele/ela próprio acredita, é a verdadeira prova de Amor que os pais podem dar aos seus filho(a)s.

Lembre-se: acreditar que se é muda a forma como agimos.

Aprendizagem, Caminhos de sucesso, Educação, Líderes

Para pais e mães,…é tão fácil Liderar pelo Exemplo

Ainda neste fim de semana vi um exemplo tão bonito de uma mãe com o seu filho e que demonstra claramente como é tão fácil Liderar pelo Exemplo os mais novos. Continue reading “Para pais e mães,…é tão fácil Liderar pelo Exemplo”

Alimentação, Aprendizagem, Educação, Saúde

Como colocar em risco a vida do seu filho(a)?

Estamos em pleno Verão e os dias têm estado quentes e apetecíveis para se estar numa esplanada a refrescar com uma água ou gelado. Num destes dias estava sentado junto à praia quando fico perplexo com o que assisti ao pé de mim, vindo de um casal. Estava o pai, a mãe e a filha, que não teria mais do que 5/6 anos e aquilo que a mãe fazia deixou-me bastante preocupado. Continue reading “Como colocar em risco a vida do seu filho(a)?”